Donar

quarta-feira, 12 de março de 2014

A Astrologia

Foto: A Astrologia, como a religião, divide-se em dois ramos, exotérica e esotérica. A 
exotérica compreende unicamente as práticas do mundo. Ela informa ao 
marinheiro quando é propício zarpar, ao agricultor indica o momento mais 
adequado para plantar, ao médico as causas subjacentes da enfermidade para que 
possa ser tratada, ao professor a natureza básica de seus alunos, aos pais as 
tendências inatas e as capacidades de seus filhos. Ela revela as estações 
favoráveis ou desfavoráveis, de acordo com a deliberação que seja feita. 
O ramo esotérico da Astrologia transcende todos esses assuntos. Ela se relaciona 
com nossa natureza interna, com o mesmo princípio da vida, a fonte de nossa 
origem. Ela não trata de fortuna nem de personalidade, mas sim das qualidades 
da alma e do desenvolvimento espiritual. Os incidentes pertinentes ao mundo da 
forma são inconseqüentes para ela. Ela é focada no Elemento Divino, no interior 
do qual se faz possível a unidade com o todo, através do contato com a forma, o 
tempo e o espaço. Assim, a Astrologia virá a ser uma ciência espiritual, uma 
religião universal. Somente uma ciência-religião promete satisfazer 
adequadamente a unidade entre o coração e a mente, unidade pela qual a 
humanidade aspira
 
 
 
A Astrologia, como a religião, divide-se em dois ramos, exotérica e esotérica. A
exotérica compreende unicamente as práticas do mundo. Ela informa ao
marinheiro quando é propício zarpar, ao agricultor indica o momento mais
adequado para ...plantar, ao médico as causas subjacentes da enfermidade para que
possa ser tratada, ao professor a natureza básica de seus alunos, aos pais as
tendências inatas e as capacidades de seus filhos. Ela revela as estações
favoráveis ou desfavoráveis, de acordo com a deliberação que seja feita.
O ramo esotérico da Astrologia transcende todos esses assuntos. Ela se relaciona
com nossa natureza interna, com o mesmo princípio da vida, a fonte de nossa
origem. Ela não trata de fortuna nem de personalidade, mas sim das qualidades
da alma e do desenvolvimento espiritual. Os incidentes pertinentes ao mundo da
forma são inconseqüentes para ela. Ela é focada no Elemento Divino, no interior
do qual se faz possível a unidade com o todo, através do contato com a forma, o
tempo e o espaço. Assim, a Astrologia virá a ser uma ciência espiritual, uma
religião universal. Somente uma ciência-religião promete satisfazer
adequadamente a unidade entre o coração e a mente, unidade pela qual a
humanidade aspira

Sem comentários: